22   Jun
2020
Crônicas
Coluna da Célia Villela

 ESTOQUE DE VIDA... O QUE FAZER COM O QUE RESTA?  Crônica Por Célia Villela

 
Aos 62 anos de idade o publicitário Nizan Guanaes afirmou que precisa resolver o que fazer com este restante de “estoque de vida”. Achei interessante o uso da palavra “estoque” neste contexto, afinal, como diz meu amigo Arthur Leandro Lopes, que entrou no grupo de risco pouco tempo antes da pandemia, também reflete muito sobre esse restante de vida. Ele diz que temos que priorizar o tempo.
Quando a gente entra nos sessenta, que parecia tão longínquo quando jovens, a vida passa a ter um valor imensurável.
Cada amanhecer (bem) é um suspiro de gratidão. Cada anoitecer (bem) é outra gratidão.
E você aprende cada vez mais a conversar com Deus, nutrir a fé, que é algo totalmente individual.
Nossa Senhora, a eterna mãe que protege, também nos concede força. Nesta fase a vida fica mais espiritualizada do que materializada.
Isso não é questão de “estar pronto” para a morrer!
Não! É porque a gente enxerga a vida de outra forma, e sente que seu tempo está encurtando.
Aí você pensa nas coisas materiais que acumulou ao longo desses anos. Com quem vai ficar os tapetes persas, os lustres antigos, as joias de família? Não! Não é apego, mas essas peças materiais fazem parte da vida da gente, tem histórias e memórias. Esses pensamentos surgem quando você reflete que a esse espaço de tempo é apenas uma passagem. Pra onde?
Com a pandemia o mundo ficou menor, o vírus veio da China, atravessou o planeta por meio de humanos. Com o isolamento social as pessoas têm medo de humanos, porque hospedam o vírus.
A família, os filhos, netos, amigos tem que ficar distantes pra não transmitir o vírus.
Aí você dá um valor incrível para todas essas pessoas que fazem parte da sua vida.
Tudo vai passar! Quem sabe o ser humano se torne um pouco melhor depois desta experiência planetária. Porém, não creio!

Compartilhe
2 Comentário (s)

Envie o seu comentário sobre a matéria, será um prazer saber o que você achou.

Nome: *
E-mail: *
Mensagem: *
Digite o Código:
   
 
24   Jun
2020
Por: Maria de Lourdes d'Avila Lourenço
Perfeita reflexão para os nossos dias, Celinha! Parabéns pelo seu trabalho! Importante a consciência de que a vida é feita de momentos. Passam os bons e os ruins também! Nem otimismo nem pessimismo, mas realismo.
22   Jun
2020
Por: Arthur Leandro Lopes
“Time is what life is made up of.” = A vida é feita (prioritariamente) de tempo. Muito bom refletirmos sobre isso, diariamente, pra aproveitarmos bem nosso “MAIOR ATIVO”.

© 2020 Blog da Célia Villela - Todos os Direitos Reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia da jornalista Célia Villela.